Google lança projeto para criar ponte com redações

Google lança projeto para criar ponte com redações

O News Lab, produto criado pelo Google há dois anos, começou a operar há três semanas na sede da companhia de tecnologia em São Paulo.

A ideia é que o projeto consiga ajudar os profissionais das redações jornalísticas com recursos capazes de melhorar as atividades praticadas atualmente. Para isso, a empresa confirma quatro temas de atuação neste primeiro momento: jornalismo de dados, jornalismo imersivo, diversidade no jornalismo, credibilidade e verificação.

WhatsApp atualiza e agora permite envio de todos os tipos de arquivos

WhatsApp atualiza e agora permite envio de todos os tipos de arquivos

O maior aplicativo de mensagens instantâneas do mundo lançou sua última novidade. Trata-se de um recurso que permite aos usuários de todo o mundo o envio de qualquer tipo de arquivo para os seus contatos.

A versão é a 2.17.254 e já está disponível para Android e iOS.

Mas, é importante observar que os tamanhos são diferentes para cada tipo de sistema operacional. Para usuários de iOS os arquivos não podem ultrapassar 128 MB, já para Android o limite é de 100 MB.

Entre os tipos agora permitidos estão: csv, doc, docx, pdf, ppt, pptx, rtf, txt, xls, xlsx e arquivos comprimidos em zip e rar, aplicativos apk e arquivos Adobe psd, ai, cdr e eps.

Google Maps e Busca incluem informações sobre acessibilidade

Google Maps e Busca incluem informações sobre acessibilidade

A partir desta semana, os usuários dos aplicativos Google Maps e Google Busca poderão informar se determinado local conta com elevador e estacionamento adaptados.

O Google incluiu opções de informações que vão ajudar pessoas com dificuldades de locomoção. O novo recurso dá ao usuário o poder de adicionar informações complementares sobre acessibilidade no serviço de mapas e na busca.

No Brasil, a opção também está disponível, mas até o momento somente para usuários do sistema Android podem incluir informações.

Saiba mais em: https://glo.bo/2sHoJwl

Opice Blum fala ao UOL sobre crimes na internet

Opice Blum fala ao UOL sobre crimes na internet

O Dr. Renato Opice Blum, do escritório Opice Blum, Bruno, Abrusio e Vainzof Advogados, cliente Tawil em Relações com a Mídia foi destaque no portal UOL em matéria sobre a “Era do Torcedor-Hater”.

A reportagem conta como jogadores lidam com ódio, bullying e ameaças de morte nas redes e por que uma mudança parece improvável no país.

Para Opice Blum, melhorou muito [as ações contra esses casos], mas não é ainda o que o País precisa ter. Ele considera que a evolução carece de educação digital nas escolas.

Mais de 100 milhões de brasileiros estão conectados à internet

Mais de 100 milhões de brasileiros estão conectados à internet

O Brasil alcançou a marca de 50% das casas com conexão à internet, segundo a pesquisa “Futura Digital em Foco Brasil”. O levantamento mostra ainda que os brasileiros são líderes de tempo gasto nas redes sociais, em média, 650 horas por mês.

Atualmente, somos mais de 105 milhões de internautas e a internet já se tornou o terceiro veículo de maior alcance no País.

Quer se tornar conhecido por esses usuários? Entre em contato conosco, vamos auxiliar a sua marca a alcançar os resultados desejados com excelência e credibilidade.

Brasileiros preferem TV como meio para se informar

Brasileiros preferem TV como meio para se informar

Quase 90% dos brasileiros se informam pela televisão sobre os acontecimentos do País, sendo que 63% têm, nessa plataforma, o principal meio de informação. Em segundo lugar, aparece a internet, com 26%.

As informações são da “Pesquisa Brasileira de Mídia 2016 – Hábitos de Consumo de Mídia pela População Brasileira”, feita com cerca de 15 mil pessoas com mais de 16 anos.

Depois da TV e da Internet, os principais meios de informação citados foram o rádio, com 7%, e os jornais, com 3%.

Smartphone é meio preferido para acessar internet

Smartphone é meio preferido para acessar internet

Segundo pesquisa feita pela Federação Nacional do Comércio do Estado do Rio de Janeiro, o smartphone é o principal meio para acessar a internet no País, utilizado por 69% dos internautas.

Esse número representa um aumento de 11 pontos percentuais se comparado com o do ano anterior. Depois do smartphone, o computador aparece com 27%.

Ainda segundo essa pesquisa, as redes sociais motivaram o acesso de 91% dos usuários da internet. A busca por informações (45%), checagem de e-mail (30%), ouvir ou baixar músicas (25%) e baixar vídeos (23%) aparecem em sequência.

Entre os brasileiros que afirmaram não usar a internet, 38% deram a falta de interesse como causa, 29% disseram não saber usar equipamentos de acesso a rede, 17% não tiveram acesso a internet e 15% alegaram não ter equipamento para isso.

Mais da metade dos brasileiros acredita que o Facebook é a internet

Mais da metade dos brasileiros acredita que o Facebook é a internet

Uma pesquisa da Quartz, da Mozilla, mostra que 55% dos brasileiros consideram que o Facebook é a internet. O documento faz parte de uma seção do relatório “Who can succeed online?” que avalia o nível de entendimento das pessoas sobre a internet no mundo.

Outra constatação foi a de que 50% da força de trabalho da Europa não têm conhecimento digital adequado para o mercado de trabalho. Em alguns países, como Turquia e Macedônia, esse valor era de 65% ou mais.

O documento também ressalta que o Google é responsável por mais de 75% das pesquisas feitas na internet, e por 95,9% das pesquisas feitas de smartphones.

Comportamento do consumidor digital em 2016

Comportamento do consumidor digital em 2016

A empresa especializada em pesquisa de mercado Opinion Box montou um infográfico interativo sobre o comportamento do consumidor digital brasileiro no ano passado jogando luz sobre quais caminhos as empresas podem seguir para redefinir suas estratégias de marketing para atrair e fidelizar novos consumidores e clientes.

A pesquisa na íntegra pode ser vista aqui.