Os 3 erros mais comuns do planejamento estratégico

Os 3 erros mais comuns do planejamento estratégico

O planejamento estratégico é o processo que orienta as ações e cronogramas necessários para atingir os objetivos de qualquer projeto. É por meio dele que se estabelece os próximos passos que serão dados de acordo com as necessidades do negócio.
Confira abaixo quatro erros para se evitar na construção de um planejamento estratégico:

Não definir metas com clareza
A definição dos objetivos impacta diretamente no planejamento e nos resultados, uma vez que é a partir deles que as ações serão tomadas. Por isso, é imprescindível estabelecer metas mensuráveis, atingíveis, relevantes e com uma dimensão de tempo bem definida.

Não envolver as equipes em todas as etapas
Restringir a construção do planejamento estratégico só para os cargos mais altos é um grande erro de comunicação. Todos os colaboradores que farão parte do desenvolvimento no decorrer dos processos devem fazer parte da construção de metas, estratégias e ações. Dessa forma, será possível definir com clareza quem será responsável por qual medida, e ter todos os objetivos alinhados.

Não mensurar os resultados
Acompanhar as etapas e resultados é essencial para garantir que os objetivos estão sendo atingidos. Dessa fora, torna-se possível entender quais ações estão sendo eficazes, e quais devem ser substituídas.

É possível prever uma crise?

É possível prever uma crise?

Uma crise pode vir de dentro para fora ou de fora para dentro. Os fatores externos são mais difíceis de controlar, mas os internos podem ser, de alguma maneira, evitados.

Ninguém deseja que algo ruim aconteça, mas é sempre interessante estar preparado para gerenciá-lo da melhor forma. Pensando nisso, a Tawil Comunicação separou algumas dicas para ajudar a sua empresa neste momento delicado:

Entenda os principais riscos

Não conseguir prever quando as crises acontecerão não significa que não se pode entender quais riscos as desencadearão. Acidentes trabalhistas e ambientais, reclamações, demissões em massa, crise financeira, assédio moral e sexual, envolvimento em corrupção, processos judiciais e produtos com defeito são alguns exemplos de riscos que todas as empresas estão sujeitas.

Tenha um time bem estruturado

É fundamental criar uma Política de Comunicação de Crise, com a formação de um comitê bem treinado e as funções pré-estabelecidas, como porta-voz para cada situação mapeada anteriormente, local para pronunciamento para imprensa e salas de reunião para encontros de urgência.

Não fique em silêncio

Mesmo se a crise não tiver sido causada por um problema dentro da empresa, é preciso se manifestar. O silêncio é um dos maiores inimigos nesta hora, porque cria uma imagem de omissão e descaso. No entanto, não se precipite e elabore uma resposta com calma para não piorar o problema.

Qual é o impacto que as fake news podem ter nas empresas?

Qual é o impacto que as fake news podem ter nas empresas?

Uma informação tirada de contexto, fatos divulgados sem checagem ou mesmo a invenção de notícias com o objetivo de atrair audiência e cliques acabam disseminando ideias errôneas e, muitas vezes, falsas.

As fake news entraram em pauta e são hoje motivo de preocupação, já que suas consequências podem ser catastróficas. Por mais impossível que seja prever a divulgação e o compartilhamento de uma fake news, existem formas de impedir que essas notícias prejudiquem a imagem da sua empresa.

A Tawil Comunicação separou algumas delas:

Monitorar a imprensa: checar constantemente a presença de sua marca nas redes sociais e veículos da mídia é uma forte estratégia para se assegurar de que nenhuma notícia falsa está sendo divulgada sem o seu conhecimento.

Acionar sua agência de relações públicas: na era da internet, as informações se espalham com uma velocidade impressionante. Por isso, tenha profissionais capacitados para fazer um possível gerenciamento de crise. Uma resposta rápida pode impedir danos maiores à sua empresa.

Posicionar-se: o silêncio é, na maioria das vezes, a pior saída. Feita a análise da situação, cabe um posicionamento público para esclarecer ou desmentir uma fake news.

O que faz a Tawil ser Great Place To Work?

O que faz a Tawil ser Great Place To Work?

A Tawil Comunicação tem muito orgulho de estar entre as quatro primeiras colocadas no Ranking Great Place To Work Microempresas 2018! O selo, recebido em 2018, é dado para os empreendimentos considerados ótimos lugares para se trabalhar. Mas o que isso significa?

Para uma empresa ser certificada Great Place To Work, é importante que ela esteja disposta a inovar para proporcionar aos seus colaboradores um ambiente estimulante e que os mantenha sempre engajados.

A posição no ranking é calculada de acordo com uma pesquisa feita com os funcionários, que dão notas e fazem comentários sobre os diversos aspectos que envolvem a empresa. Além disso, é feita ainda uma avaliação de práticas culturais e outros questionários complementares para que problemas sejam identificados.

A gestão de pessoas se torna imprescindível. Não basta somente contratar talentos, mas ter uma equipe estruturada, capacitada, sustentável e eficaz.

E, graças aos esforços diários dos nossos colaboradores, a Tawil ficou muito bem colocada no Ranking GPTW Microempresas de 2018.

Aqui, a equipe vem em primeiro lugar!

O que é assessoria de imprensa?

O que é assessoria de imprensa?

Por Pedro Tavares

É uma forma de fazer Relações Públicas. Para começar, vamos separar duas coisas que costumam ser confundidas: assessoria de imprensa e publicidade. No caso da assessoria, o principal objetivo é construir pontes entre instituições, como empresas, órgãos públicos e pessoas, e veículos de comunicação. Enquanto isso, a publicidade tem um papel diferente: ela vende uma marca mediante pagamentos de anúncio em diferentes tipos de mídia.

Mas quando devo contratar uma assessoria de imprensa? O assessorado deve considerar essa opção no momento em que estiver preparado para dar entrevistas e servir de fonte de informação e referência profissional para jornalistas. Dessa forma, ele pode construir uma imagem de credibilidade junto à opinião pública.

Normalmente, o assessor de imprensa tem formação em jornalismo – muito deles tem experiência na redação de veículos de comunicação – ou relações públicas. Portanto, sua principal função é servir de ponte entre clientes, produtores e repórteres.

Esse post te ajudou? Mande um e-mail para contato@tawil.com.br e marque um café conosco!

Gerenciamento de crise: como lidar? 

Gerenciamento de crise: como lidar? 

Por Thais Hiray

Nenhuma empresa está imune a situações complicadas. Como marca, no entanto, é preciso assumir um posicionamento e gerenciar a crise a fim de minimizar ou eliminar os impactos negativos.

A primeira medida deve ser esclarecer os fatos e acionar sua agência de Relações Públicas para uma resposta rápida e objetiva. Uma ação imediata evita especulações errôneas sobre o acontecimento. Não tomar uma atitude é a receita para o desastre.

Se a sua empresa estiver equivocada, assuma o erro e ofereça soluções. E, claro, analise o que poderia ter sido feito para que não aconteça novamente. O gerenciamento de crise é mais visível momentaneamente, mas importantíssimo no longo prazo.

Não espere algo acontecer. Previna-se! Entre em contato com a Tawil Comunicação e entenda como podemos melhorar a comunicação da sua empresa!

O que é identidade de marca?

O que é identidade de marca?

Quando falamos em identidade de marca, é muito comum pensar primeiro na questão visual. A maneira que a sua empresa se apresenta é super revelante, mas vai além de pontos questões como cores e formatos. Ela engloba questões comportamentais, posicionamento estratégico no mercado e propósito. É o conjunto de mensagens que você deseja passar. 
 
Para isso, é essencial definir para quem sua empresa irá direcionar suas ações – o público-alvo – e quais canais serão utilizados no processo –  redes sociais, blogs, imprensa, entre outros. 
 
Feito? Agora, mão na massa. Seja qual for o meio e a linguagem escolhidos, não esqueça que sua marca precisa construir uma narrativa contundente, coerente e alinhada com tudo o que a organização acredita e pratica. E tenha em mente que o mais importante é o seu consumidor. O retorno que esse grupo vai dar – positivo ou negativo – será o grande balizador (?) dos seus próximos passos. 
 
Esse artigo ajudou? Se quiser saber mais, manda um e-mail para contato@tawil.com.br 
 
Queremos ser a sua próxima agência!
5 erros de Comunicação que devem ser evitados pela sua empresa

5 erros de Comunicação que devem ser evitados pela sua empresa

Por Pedro Henrique Tavares

Quais são as áreas estratégicas de sua empresa? Finanças, Recursos Humanos, Marketing? E a Comunicação, onde fica? Ela está em todo o lugar: desde a troca de tarefas entre as equipes até a seleção e ordenamento das informações e valores que serão repassados para fora da companhia. A boa notícia é que não existe fórmula pronta. Cada empresa tem uma cultura, uma história e um propósito diferentes.

Tawil Comunicação selecionou 5 erros comuns que qualquer companhia deve evitar:

Desconhecer o público

Muitas empresas ignoram o público-alvo e desenvolvem um diálogo híbrido, sem identidade própria ou empatia. Se o seu público-alvo não se identificar com a marca, seu negócio dificilmente terá uma boa base de relacionamento.

Ignorar as Redes Sociais

Hoje, são muito raros os casos em que uma plataforma social não entra no plano de construção e manutenção de uma marca. Entretanto, é importante levar em consideração a questão da conversão: não é a rede social que vai aumentar a venda de um produto ou serviço. Apesar de oferecerem funcionalidades que ajudam a fazer isso, esses meios são, essencialmente, ferramentas de relacionamento.

Esquecer a Comunicação Interna

O colaborador deve ser o primeiro a saber sobre qualquer mudança de estratégia na empresa, seja ela de comunicação, vendas, finanças, recursos humanos ou outra área estratégica. Isso deve ser feito antes do lançamento de uma campanha publicitária ou um anúncio para a imprensa, por exemplo.

Confundir Relações Públicas e Publicidade

Jamais esqueça que a Comunicação abrange diferentes especialidades: Jornalismo, Relações Públicas e Publicidade e Propaganda. No caso do relacionamento com a imprensa, ela faz a ponte entre veículos de comunicação (jornalistas) e instituições (públicas e privadas). É uma ação que tem o propósito de divulgar e gerar pauta para as redações. Isso não significa, porém, que o repórter vai elogiar um produto ou falar bem de uma empresa, sem olhar crítico.

Desprezar o feedback

O processo de comunicação envolve emissão de uma mensagem bem construída (instituição) para um receptor (consumidor) que deve compreender o objetivo dessa informação. Mas atenção: não esqueça que isso deve se transformar em um diálogo. É fundamental que o receptor sinalize que entendeu o que você quis dizer.