Brasil é o 2º país que mais confia nos meios de comunicação

Brasil é o 2º país que mais confia nos meios de comunicação

Pesquisa realizada pelo Instituto Reuters para o Estudo do Jornalismo, da Universidade de Oxford, revela que 60% dos brasileiros entrevistados confiam nas notícias veiculadas pelas empresas de comunicação. O primeiro país é a Finlândia com 62%.

Segundo o “Relatório de Jornalismo Digital 2017”, o chamado “fake news”, ou notícias falsas, está afetando diretamente a credibilidade das redes sociais e o principal site do setor vem perdendo espaço em diferentes países, inclusive no Brasil.

Entre os veículos de comunicação brasileiros o mais bem visto é o jornal O Globo, apontado por 27% dos entrevistados.

Para saber mais sobre a pesquisa, acesse aqui.

Opice Blum fala ao UOL sobre crimes na internet

Opice Blum fala ao UOL sobre crimes na internet

O Dr. Renato Opice Blum, do escritório Opice Blum, Bruno, Abrusio e Vainzof Advogados, cliente Tawil em Relações com a Mídia foi destaque no portal UOL em matéria sobre a “Era do Torcedor-Hater”.

A reportagem conta como jogadores lidam com ódio, bullying e ameaças de morte nas redes e por que uma mudança parece improvável no país.

Para Opice Blum, melhorou muito [as ações contra esses casos], mas não é ainda o que o País precisa ter. Ele considera que a evolução carece de educação digital nas escolas.

É hora de fazer uma boa vitrine

É hora de fazer uma boa vitrine

O gerenciamento de redes sociais vai além de somente postar textos, imagens ou vídeos no seu perfil, é algo que deve ser estudado e planejado, pois é a vitrine da sua marca. Atualmente, estar presente nas redes é quase um item obrigatório a toda e qualquer empresa que busque atingir determinado público.

Como está o cuidado das redes da sua marca? Conheça o coaching Daniel Lustig, um dos nossos clientes em produção de artes e gerenciamento das redes sociais.

ACJ Advogados fala ao Bom dia Brasil sobre recusa de atendimento pelos planos de saúde

ACJ Advogados fala ao Bom dia Brasil sobre recusa de atendimento pelos planos de saúde

Rodrigo Araújo, sócio do Araújo, Conforti e Jonhsson Advogados Associados, cliente Tawil em Relações com a Mídia, falou ao Bom dia Brasil, da TV Globo, sobre a recusa de cobertura pelos planos de saúde e a inclusão de 15 procedimentos na lista de exames e tratamentos considerados obrigatórios pela Agência Nacional de Saúde Suplementar.

Para Araújo, nada impede que as operadoras custeiem procedimentos que não constam no rol considerado pelo Poder Judiciário como exemplificativo. “A lei dos planos de saúde determina que a operadora de saúde tem que cobrir o tratamento da doença e se o médico entende que esse tratamento tem que ser feito segundo um procedimento que não consta nesse rol, a cobertura, ela é sim obrigatória”.

Mais de 100 milhões de brasileiros estão conectados à internet

Mais de 100 milhões de brasileiros estão conectados à internet

O Brasil alcançou a marca de 50% das casas com conexão à internet, segundo a pesquisa “Futura Digital em Foco Brasil”. O levantamento mostra ainda que os brasileiros são líderes de tempo gasto nas redes sociais, em média, 650 horas por mês.

Atualmente, somos mais de 105 milhões de internautas e a internet já se tornou o terceiro veículo de maior alcance no País.

Quer se tornar conhecido por esses usuários? Entre em contato conosco, vamos auxiliar a sua marca a alcançar os resultados desejados com excelência e credibilidade.

Saiba as motivações por trás do compartilhamento nas redes sociais

Saiba as motivações por trás do compartilhamento nas redes sociais

O compartilhamento nas redes sociais é uma ferramenta importante que ajuda na construção de uma marca.

De acordo com uma pesquisa lançada recentemente, 49% das pessoas que compartilham conteúdo nas redes têm o objetivo de convencer seus contatos positivamente sobre algum produto. 73% querem transmitir informações que ajudem a encontrar quem compartilhe os mesmos interesses e 84% procuram dar suporte à causas com que se importem.

Precisa de ajuda com o gerenciamento das redes sociais da sua marca? Entre em contato conosco.

JL&co fala ao Portal Exame sobre empreendimentos mistos

JL&co fala ao Portal Exame sobre empreendimentos mistos

Rodrigo Izecson, sócio da JL&co gestora e consultora em incorporação imobiliária, cliente Tawil em Relações com a Mídia, falou ao Exame sobre empreendimentos de uso misto como tendência no mercado imobiliário.

Na opinião de Izecson, existe hoje uma maior consciência a respeito da importância da reconquista do espaço público. “É uma reversão de pensamento decorrente das novas leis urbanísticas. A primeira medida foi orientar o crescimento da cidade para perto do transporte público, desestimulando o uso do carro. Nos trechos que receberão adensamento, foi criado ainda um mecanismo que estimula prédios residenciais a comportar outros usos, como lojas e escritórios. A ideia é ter ruas mais vivas”.

Vote Marc Tawil no Prêmio Comunique-se

Vote Marc Tawil no Prêmio Comunique-se

Para votar no pai do Woody é simples, rápido, e não precisa ser jornalista (loga pelo Face).

Acesse http://premio.comunique-se.com.br / VOTAR / vá até a categoria “Empreendedorismo / Jornalista Empreendedor” / digite “Marc Tawil”/ finalize (ou vote mais) e só.

Há duas categorias Empreendedorismo, nos comentários eu coloco a tela correta.

Viva o bom conteúdo e obrigado sempre!

Artigo escrito por Mariano Cenamo, do Idesam, é capa do O Eco

Artigo escrito por Mariano Cenamo, do Idesam, é capa do O Eco

O artigo escrito pelo Mariano Cenamo, co-fundador e pesquisador sênior do Idesam – Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia, cliente Tawil em Relações com a Mídia, é capa do O Eco.

O texto fala sobre as consequências da saída dos Estados Unidos do Acordo Climático de Paris.

De acordo com Cenamo, todos os outros países vão ter que trabalhar dobrado para atingir o objetivo de manter o aquecimento global abaixo dos 2 graus – limite que coloca o clima em rota de colapso.

“A responsabilidade de salvar o planeta cai redobrada em todos os outros signatários do Acordo. Provavelmente, alguns países seguirão os americanos. A grande maioria anunciou que fica. Veremos o surgimento de novos líderes na construção de um atualizado modelo de desenvolvimento com baixas emissões de carbono.”